11 DE SETEMBRO DE 2001
UM MARCO PARA A
HISTÓRIA DO TEMPO PRESENTE
Carlos Ignacio Pinto,
Danilo José Figueiredo e Gabriel Passetti

carlos@klepsidra.net, danilo@klepsidra.net e passetti@klepsidra.net
4º Ano - História/USP
terrorismo.rtf - 82KB

 
Preâmbulo - Políticas Neo-
Imperialistas
Preâmbulo Islâmico
Os Atentados
A visão de Bem e de Mal
O Medo da Guerra Biológica
A visão da imprensa brasileira: parcialidade ou burrice?
O mundo depois dos atentados:
1- A política externa de Bush: Nero e a visão "Far West" de Bin Laden
O mundo depois dos atentados:
2- Jihad Muçulmana x Jihad Americana
O mundo depois dos atentados:
3- A possível União do Bloco Islâmico
A repercussão na internet
1 – Introdução:
 

Os acontecimentos do último dia 11 de setembro, reforçaram para nós de Klepsidra uma sensação de que realmente aquilo que defendemos como sendo História do Tempo Presente, que aliás recebe uma sessão exclusiva em nossa publicação bimestral, realmente existe (ao contrário do que alguns Historiadores afirmam).

Esses acontecimentos mexeram, como não poderia deixar de ser, com todos os membros da revista. Porém, não nos foi possível publicar nada maior do que um texto sobre eles na nossa sessão de História do Tempo Presente da última edição. Isso porque, os atentados ocorreram exatamente no dia em que a edição entrou no ar. Carlos Ignacio Pinto escreveu tudo o que era possível escrever naquela sessão, naquele dia, no calor dos acontecimentos.

Seis meses se passaram e uma nova edição entra no ar após inúmeros acontecimentos importantíssimos. Todos, sem exceção, estavam motivados em maior ou menor grau para escrever um texto sobre a História do Tempo Presente. Não seria possível, no entanto, escrevermos seis textos numa mesma sessão. Sendo assim, todos sentamos e resolvemos o que faríamos. Surgiu assim a idéia de escrevermos este texto em conjunto. Conversamos sobre o que cada um gostaria de escrever e, depois, montamos o esqueleto de um texto cujas partes foram divididas.

É a primeira vez na História de Klepsidra que a maior parte de seus membros se unem no esforço de criar um único texto. Isso é excelente para o leitor, que poderá desfrutar de diversos pontos de vista acerca de um mesmo tema. Porém, é necessário que se explique que, pelo fato de cada parte ter sido escrita por um autor, há estilos diversos de escrita dentro do texto; fato que não deve, em hipótese alguma, comprometer sua qualidade.

Gostaríamos de deixar claro que, apesar das diferentes visões, e dos tons críticos, todos os membros desta Revista são integralmente contra os atos de violência empregados contra os EUA e contra o Afeganistão, produtos da intolerância. Isto, entretanto, não nos força a seguir discursos vigentes defensores de qualquer um dos lados, de seus métodos ou recursos.
 
 

Danilo José Figueiredo e Gabriel Passetti



11 de março de 2002: 6 meses depois dos atentados,
Nova York acende canhões que lembram "torres fantasmas"

O espaço ocupado anteriormente pelas Torres Gêmeas,
agora denominado Marco Zero

 


Saiba mais sobre os atentados de 11 de setembro e seus desdobramentos.
Compre livros a partir destes links e ajude Klepsidra a permanecer no ar de graça.



11 de Setembro, de
Noam Chomsky
11 de Setembro, uma
terrível farsa
, de
Thierry Meyssan
The lies of George W.
Bush
, de David Corn
Stupid white men - uma
nação de idiotas
, de
Michael Moore